HISTÓRIA DA PASTORAL DA CRIANÇA NA PARÓQUIA SÃO BENEDITO

* Janeiro de 1987: implantação da Pastoral da Criança na Paróquia São Benedito, tendo como Coordenadora Maria Inês Fontana Pravatta.
* 1991 a 1995: interrupção do trabalho da Pastoral.
* 1995: reorganização da Pastoral da Criança, tendo à frente Eli Aparecida de Camargo.
* janeiro de 1996: definição pela atuação do trabalho da Pastoral da Criança em três frentes, sendo criados núcleos na Comunidade São José (a pioneira), sob a Coordenação de Nora Garcia Perina e Célia Maria Pires Fachini, com atuação desse núcleo também na Comunidade Santa Teresinha; Santo Inácio, sob a Coordenação de Aparecida Soldi Nicácio e Maria Aparecida S. M. Mião, com atuação deste núcleo também na Comunidade São Paulo Apóstolo; e São Roque (Jardim das Nações), sob a Coordenação de Margaretha Croon Nicácio e Rosely Ferrari.
* janeiro de 1998: início de mandato das novas Coordenadoras de Núcleo: São José, Ana Lúcia Muchiuti Stocco e Maria Dalila Aguiar Rizzi; São Roque, Ivone Betarelli Nicoletti e Roseli B. Bertoli; Santo Inácio, Otília Pavanelli Rigolin e Valdeci Ferreira da Costa. Foi indicada Coordenadora Paroquial Ana Lúcia M. Stocco.
* Mais de 250 famílias são cadastradas, sendo que são atendidas aproximadamente 300 crianças.
* Coordenadora, de 1º/01/2001 a 31/12/2002: Maria Inês Fontana Pravatta. Vice Coordenadora: Ivone B. Nicoletti.
* Coordenação eleita até dezembro de 2.004: Coordenadora, Ana Lúcia M. Stocco; Coordenadora do Núcleo "São José Operário", Nora Garcia Perina; Vice-Coordenadora, Edna Beggo Manho; Coordenadora do Núcleo "Santo Inácio de Loyola", Maria Dalila A. Rizzi; Vice-Coordenadora, Ivone B. Nicoletti.
* Coordenadora eleita até dezembro de 2.006: Nora Garcia Perina.
* Coordenadora eleita até dezembro de 2.008: Maria Dalila A. Rizzi.

Carisma da Pastoral
• A Pastoral da Criança trabalha com crianças de 0 a 06 anos de idade. Para que este trabalho tenha êxito, visa orientar e informar os pais, para que possam assim, educar seus filhos com mais amor, carinho, respeito e qualidade.
• Os direitos da criança devem ser respeitados!
• A criança deve estudar, brincar e ser feliz!
• É dever de todo cidadão zelar pelos direitos da criança.

Pré-natal
• O pré-natal é o primeiro direito do bebê que deve ser respeitado. O acompanhamento da gravidez por um profissional garantirá seu bom desenvolvimento.

Aleitamento materno
• O aleitamento materno é essencial para a saúde do bebê, pelo menos até os seis meses de idade. Durante este período, o leite materno é tudo que a criança necessita, exceto quando houver recomendações médicas em contrário. A criança amamentada no peito desenvolve melhor sua autoconfiança, aumentando sua inteligência e sua capacidade de aprender e de se comunicar; “Verdadeira Escola de Amor”. Um início de vida saudável é o dom mais precioso que se pode dar a uma criança. Ela necessita do contato físico e do calor de sua mãe, para suprir suas necessidades físicas e emocionais.
• Amamentar é um ato de amor.
• Fonte: “Celebrando a Vida”.

Vacinação
• A vacina é um bem necessário, pois previne a criança de inúmeras doenças. O pai ou a mãe que não leva seu filho para vacinar está violando um direito do filho.

Respeito
• Toda criança deve amada e respeitada. Os pais são os principais responsáveis para que este direito não seja violado. A educação e os limites são de responsabilidade “dos pais” (nunca devemos nos esquecer que a Paz começa em casa).

O Líder na Pastoral da Criança (nosso Desejo)
* O que move uma pessoa a se tornar líder da Pastoral da Criança é o desejo de um mundo melhor, acreditar que a paz a gente constrói com amor e muito sacrifício, e não com guerras, fruto do egoísmo. São pessoas que lutam para promover a dignidade humana no seu desenvolvimento físico, emocional, social, espiritual e no combate a exclusão social de milhares de crianças e famílias das comunidades, no Brasil e em outros 14 países. Não deixando de lado as ações básicas de saúde, como a alimentação enriquecida, os cuidados com as gestantes, o estímulo ao aleitamento materno, o uso do soro caseiro e a educação essencial.
* Saber respeitar as famílias, quanto a seus valores, crenças e costumes, saber ouvir e entender seus problemas, sentimentos e suas limitações.
* É importante saber que cada Líder, tem seu próprio jeito de ser, umas são mais sérias, outras mais alegres, outras brincalhonas, outras tímidas, todas tem seu espaço na Pastoral.
* O líder deve viver com renovado ardor à mística da Pastoral da Criança, testemunhando Cristo e integrando “Fé e Vida”.

Alguns Dados
• A Paróquia São Benedito possui 02 (dois) núcleos, um no Jardim Santo Inácio com 56 famílias cadastradas e um no Jardim Maria José, com 47 famílias cadastradas somando o total de 142 crianças de 0 a 06 anos de idade. Porém vale ressaltar que o número de crianças beneficiadas com este trabalho é bem maior porque as mães que nos procuram, geralmente têm vários outros filhos mais velhos, que com esse acompanhamento, através de orientações e esclarecimentos também são beneficiados. Afinal de contas, o problema mais grave observado é a falta de uma boa estrutura familiar e este é o nosso principal objetivo.
• É constituída por uma coordenadora Paroquial, uma coordenadora e uma vice coordenadora em cada núcleo.

Atualmente há somente um núcleo, sediado na Comunidade Divino Espírito Santo.

Coordenadora: Luiza Gentili de Aguiar