COMUNIDADE SÃO JOSÉ OPERÁRIO



Esta comunidade teve início em 1977 com Catequese para a 1ª Eucaristia das crianças do Jardim Maria José, promovida na residência de Irma Falcini, auxiliada por Irmã Adele Redivo, do Externato Sagrada Família, e Benedita Bertolucci. Com o apoio de Universina C. dos Santos, elas ajudaram os moradores da favela do bairro.
Em 1979, num terreno emprestado por Mario Betiol, foi construído um galpão, onde eram ministrados cursos de Catequese e Círculo Bíblico. Os moradores da região se reuniam uma vez por mês para a celebração de Missa e jovens se encontravam com o objetivo de formarem um grupo.
Começava, ainda nesse ano, o movimento para adquirir um terreno para a construção de uma Capela. A primeira missa, com a Igreja inacabada, foi celebrada em 25 de janeiro de 1982, quando foi entronizada a imagem de São José, doada pela Matriz São Benedito.

Fatos, datas e curiosidades.
• Coordenação: criada Comissão para compra do terreno, que foi assumida pelo casal José e Universina dos Santos, auxiliados por Luiz e Carmela Alves dos Santos. Para os trabalhos pró-construção assumiu o casal Doroti e Rubens Alves Borges.
• O trabalho pastoral confiado às religiosas franciscanas Irmãs Ludivina e Margareth, da Comunidade do Divino Espírito Santo. Em 1984, o casal Marta e João Batista Camargo assumem a coordenação da comunidade. Juarez Bueno assumiu o cargo em 1988. Em 1990 foi a vez de Silvio da Costa Gomes.
• Catequese Familiar: criada em 1985, com a coordenação de Otília Pavanelli, auxiliada por Ayrton e Noêmia Gardenal e Inês Fontana Pravatta.
• Primeira Comunhão: a Celebração com o primeiro grupo de catequizandos aconteceu em 18 de abril de 1988.
• Salão de Festas: começou a ser construído em 1989 e foi inaugurado em 1990.
• Coral da comunidade: foi criado em 1990 e era dirigido por Maria do Carmo e Célia Regina de Souza.
• Ministros extraordinários da Palavra: Paulo de Moraes, em 1990, substituiu o Ministro extraordinário Eurides na presidência dos cultos aos sábados. A partir desse ano, a Missa passava a ser celebrada aos domingos. Em julho de 1997 aconteceu a investidura dos primeiros ministros da comunhão da Comunidade: Sueli Aparecida e Antônio Carlos Correia Leme, Odila Scutieri e Francisco Druzian. Também foram investidos Ministros extraordinários da Palavra José Senegláglia Roche, Elmo Lopes Cordeiro e Antônio Tarciso Benvenutto.
• Prejuízos: com o transbordamento do Córrego do Ajudante, próximo à Igreja, em janeiro de 1990, aconteceram muitas perdas materiais. O fato se repetiu em 1997 e 1998. Devido aos problemas, a Comunidade se reuniu para projetar a compra de um terreno num outro local. Foi iniciado o desassoreamento do córrego.
• Liturgia: a primeira equipe foi formada em junho de 1992.
• C.A.C. (Conselho Administrativo da Comunidade): teve início em 1994 e Silvio Costa Gomes era o moderador. Em maio de 1998 a equipe estava sendo formada por Geraldo José Grigollon (moderador), Silvio Projante Neto (1º tesoureiro), João Batista de Camargo (2º tesoureiro e Diretor de patrimônio), José Roberto Benedito, Maria Rosa Isola e Silmara Fátima Leite de Barros (secretários), Janice Boldarin Salvadori (eventos).
• Primeiro Casamento: foi celebrado em 16 de julho de 1994.
• Moderador: em 1995, Geraldo José Grigollon. Também assume o cargo o casal Marta Biscaro e João Batista de Camargo.
• Terreno extra: foi adquirido em dezembro de 1995, na Rua Paul Harris, para a realização de quermesses e festas. Hoje no terreno está construído um grande salão.
• Curso de Batismo: o primeiro encontro, sob responsabilidade de Vera Lúcia Poljante e Janice Benedito, aconteceu em 23 de junho de 1996.
• JUACC (Jovens Unidos A Caminho de Cristo): o grupo da Pastoral da Juventude foi oficializado em agosto de 1997.
• Pastoral da Perseverança: começou em agosto de 1997 sob a coordenação de Valdete e Lilian Zanoni.
• C.P.C (Conselho Pastoral da Comunidade): formado em maio de 1998 foi constituído por: Vera Lúcia Poljante (coordenadora), Amarilda Gaspar (Catequese de Crisma), Marta Biscaro de Camargo (Pastoral da Criança), Delza Caleffo (Catequese Familiar), Janice P. Benedito (Liturgia), Odila Scutieri (Dízimo), André Caleffo (Pastoral da Juventude), Lilian Zanoni (Pastoral da Perseverança), Maria de Lourdes Peres Martoni (Saúde), Sonia de Ângelo (Canto Litúrgico), Sueli Aparecida Bim Leme (Ministros).
• Coordenadora de Pastoral até 2007: Edilaine Camargo.
• Pesquisa para junção de comunidades: foi realizada, nos dias 18 de março e 02 de abril de 2000, uma pesquisa de opinião, feita pela Pastoral da Comunicação Social, sobre a possibilidade de união das Comunidades Santa Teresinha do Menino Jesus e São José Operário. A maioria não concordou.
• Mudança da data da festa: numa reunião, realizada em janeiro de 1999, a comunidade oficializou, por sugestão do Pároco Padre João Estevão da Silva, o dia 1º de maio como a nova data para a Festa do Padroeiro. No dia 19 de março, quando ela acontecia, corresponde ao Tempo de Quaresma, impossibilitando a realização de festas. A Comunidade passa a ser designada como São José Operário.

A Igreja da Comunidade, vitimada por várias enchentes do Córrego do Ajudante, que passa ao lado, teve a sua estrutura abalada e foi interditada. A comunidade passou a usar seu Salão de Festas, adaptado para as celebrações.

Endereço: Rua Paul Harris, 272 - Jardim Maria José.

Coordenadora de Pastoral: Antonia Alves Frank.