COMUNIDADE SANTO INÁCIO DE LOYOLA



A primeira reunião, cogitando a formação de uma nova comunidade, foi realizada em abril de 1984, na residência de Jaime Gomes e Aparecida Martimbianco dos Santos, e foi presidida pelo Pároco Cônego Paulo Haenraetz, irmãs Ludivina e Margareth, da Ordem das Franciscanas da Mãe Dolorosa, e alguns moradores do Jardim Santo Inácio.
A doação do terreno foi feita no mesmo mês. Em março de 1985 era lançada a pedra fundamental da Capela. Três meses depois era instalado um barracão com cobertura de zinco, doado pelas religiosas franciscanas. Começavam a ser realizados os primeiros movimentos festivos.
A primeira missa foi celebrada em agosto de 1985, na Igreja ainda em construção. A finalização das obras aconteceu em dezembro de 1987.
A Igreja recebeu, em 17 de julho de 1988, Festa do Padroeiro, a imagem de Santo Inácio de Loyola, esculpida pelo artista plástico saltense, Henrique Castellari Júnior, e doada pelo Padre Francisco Rigolin e seus pais. A imagem foi levada em procissão. Nesse dia o hino do padroeiro foi cantado pela primeira vez.
Na Festa do Padroeiro, em 1º de agosto de 1998, foram apresentados o Crucifixo, o Sacrário e a nova imagem de Santo Inácio de Loyola.

Fatos históricos:
• Primeira Novena do Natal: foi realizada nos meses de novembro e dezembro de 1984.
• Coordenação: a primeira foi comandada por Maria Sebastiana da Rocha. Aparecida Martimbianco dos Santos foi eleita para o cargo em novembro de 1985. Em 26 de novembro de 1989 assume Aparecido Donizeti Branco. José Aparecido da Rocha foi eleito em 1º de janeiro de 1992. No início de 1994 assumiu Milton dos Santos de Castro. Em 1996, José Carlos Elias tomou posse.
• Primeira Festa da Comunidade: aconteceu em julho de 1985 e foi organizada com apoio da Comunidade Divino Espírito Santo. Também foi celebrada a primeira missa, presidida pelo Pároco Cônego Paulo Haenraetz.
• Mudanças: em 1986 foi construída uma sala – para reunião, missas e celebrações – e uma cozinha. As obras de ampliação, que começaram em 1989, foram finalizadas no final de 1990. A partir de julho de 1998, a Igreja também passou a contar com grades de proteção ao seu redor. Em novembro do mesmo ano foram colocados os pisos, adquiridos numa campanha iniciada em setembro.
• Salmistas: as primeiras foram Maria Madalena Corrêa e Virgínia Aparecida Gomes dos Santos, em 1986.
• Diretoria: a primeira, eleita em 30 de agosto de 1987, era composta por José Severino Fernandes (coordenador), José Aparecido da Rocha (vice), José Arimatéia da Silva e Maria Helena Lourenço Farias (tesoureiros) e Edna da Costa (secretária). Em 1º de janeiro de 1998 assumiram os membros: Rubens Peron (coordenador), Jaime Gomes dos Santos (vice), Valter Donizete Puebla e Joel de Farias (tesoureiros), Maria Sônia G. de Paula (secretária).
• Pastoral da Saúde: foi criada em novembro de 1987. A coordenadora era Zenaide Belezzi.
• Nossa Senhora das Neves: a imagem – padroeira do bairro Buru – visitou a comunidade em janeiro de 1988.
• Pastoral do Dízimo: teve início em janeiro de 1988, mesmo ano que aconteceu uma reunião para formalizar a aquisição de um terreno para a ampliação da Igreja.
• Primeira Eucaristia: a primeira Celebração com crianças que fizeram a catequese na comunidade, foi realizada em maio de 1988, presidida pelo pároco Padre Geraldo da Cruz Bicudo de Almeida.
• Compras: um novo terreno foi comprado de Romeu Telesi em 25 de maio de 1988. As portas e vitrôs foram adquiridoa em fevereiro de 1996.
• Pastoral da Perseverança: o grupo teve início em junho de 1988. Os catequistas eram José Aparecido da Rocha e Simone Pavin.
• Pastoral da Criança: as atividades começaram em janeiro de 1991 sob a orientação de Maria Inês Fontana Pravatta.
• Pastoral da Liturgia: iniciou-se em junho de 1991 sob a coordenação de João Maria da Rocha.
• Ministros extraordinários da Palavra: foi indicado em 1992, José Leopoldino. Em 1994 foi substituído por Roque Pandini. Em 14 de novembro de 1993 aconteceu a investidura de Aparecido Donizeti Branco como Ministro da Comunhão.
• Nova Igreja: a planta foi apresentada em 12 de fevereiro de 1995 e aprovada em 10 de novembro do mesmo ano. A construção começou quatro dias após a aprovação.
• Catequese da Crisma: iniciou-se em abril de 1995 sob a direção de José Aparecido da Rocha.
• Festa Junina: aconteceu em junho de 1996 para arrecadar verba em prol da compra de materiais de acabamento da Igreja.
• Investidura: de Zenaide Belezzi como Ministra extraordinária da Comunhão Eucarística, em 25 de agosto de 1996, e de João Maria da Rocha e Genésio Rodrigues da Silva, em 22 de junho de 1997. Inês Almeida Rocha foi investida em 19 de dezembro de 1998.
• C.A.C (Conselho Administrativo da Comunidade): surgiu em 29 de dezembro de 1999, em reunião presidida pelo Pároco Padre João Estevão da Silva. Os membros eleitos foram: José Carlos Elias (coordenador), Marcelino Alves Nicolau e Rubens Peron (tesoureiros), Maria Sônia G. de Paula e Maria José de Jesus F. Limas (secretárias).
• Pastorais: com atividades em maio de 1999 eram – da Saúde, dos Ministros extraordinários, da Liturgia, do Canto Litúrgico, do Dízimo, do Terço, do Batismo, da Criança e da Juventude, e catequeses da Primeira Eucaristia, Crisma e Perseverança. Mantém todas até hoje, com exceção da Pastoral do Terço e da Juventude. Também foi criada a Pastoral da Mãe Peregrina.
• Visita Pastoral: realizada pelo bispo diocesano Dom Amaury Castanho em 28 de abril de 2000. O Bispo presidiu Missa na Comunidade.

Endereço: Rua Melvin Jones, 749 - Jardim Santo Inácio.

Coordenador de Pastoral: Vilson da Silva Escano